Um eterno distraído

Ora este fim de semana lá voltei eu a Coimbra. Rever os amigos e tal, enfim como tudo o que é bom, passou depressa. Tão depressa, tão depressa, que me esqueci no Domingo à tarde é quando toda a gente vai para Lisboa… Então chega aqui o je à estação de Coimbra-b, lá para as seis da tarde, e na bilheteira, pergunto “qual é o próximo comboio para Lisboa?” (tinha chegado um pouco em cima da hora por isso não sabia se o que queria apanhar já não tinha saído) Responde-me o tipo da bilheteira: “suponho que queira um comboio com lugares” … “Wtf?!” Após pesquisar durante um bom bocado, diz-me que o próximo comboio é daqui a 45 minutos, no alfa em primeira classe. “?!?!”

A única outra opção era duas horas depois no intercidades… que já não dava porque chegava a Lx muito tarde… E pronto, assim paguei eu o dobro do que pago normalmente para ter uma poltrona mais espaçosa, phones pa ligar ao assento e ouvir o sporting levar na tromba… o que vale é que ao menos ia bem confortável e com boa luz para ler confortavelmente🙂

Mas o melhor estava para vir. Quando o revisor me pediu o bilhete, eu entreguei-lho, e, com o ar mais natural deste mundo, perguntei-lhe: “desculpe, podia dizer-me a que horas está previsto chegarmos a Coimbra?”. O mais incrível é que mesmo depois de ele, com ar muito preocupado, olhar para mim e dizer “Desculpe?!” eu ainda fiquei uns bons segundos a pensar no porquê daquela atrapalhação toda…

Velhos hábitos custam a morrer…o_O

2 responses to “Um eterno distraído